Mediação de Conflitos Organizacionais

Conceito

Pesquisas americanas e europeias indicam que o volume de recursos e energia dissipados pela Empresa em decorrência de conflitos claros ou dissimulados é impressionante! Eles surgem a partir de necessidades humanas não satisfeitas, reveladas através de sentimentos negativos que, por sua vez, se transformam em comportamentos contrários à preservação do espírito de equipe e do engajamento de pessoas e/ou de grupos com os objetivos de suas áreas e/ou da Organização.

Conflitos em uma Empresa podem representar oportunidades de melhoria, desde que o seu processo de ampliação não supere certo nível de gravidade, pois a partir deste momento, eles afetam destrutivamente a qualidade das relações entre as pessoas e/ou grupos e comprometem o alinhamento da equipe com a identidade organizacional. Neste contexto, o foco deste processo é mediar o conflito de forma a refazer a ponte de relacionamento entre os envolvidos.

Abordagem Metodológica

O processo de mediação de conflitos organizacionais é bem diferente daquele de impasses jurídicos. A abordagem da WISDOM, ao lidar com o primeiro, visa a levar as partes a vivenciarem um processo de “cura”, ou seja, a identificarem e trabalharem os sentimentos e comportamentos negativos revelados em decorrência do conflito, para que elas, ao superá-lo, consigam reconstruir as relações entre si.

Processo de Mediação - Etapas

1. Apresentação do processo e da questão a ser trabalhada.

2. Compreensão das percepções das partes envolvidas.

3. Apoio na identificação dos sentimentos oriundos de necessidades não satisfeitas.

4. Apoio às partes na busca conjunta e criativa de soluções.

5. Apoio na construção de um acordo sobre as ações a serem adotadas.

Fontes de Conflitos ou Ruídos de Comunicação

Elementos Sistêmicos Organização

faça download deste tema

acesse o folder

(11) 5032-0221

São Paulo - SP

Brasil

4142.webp
CAPTURA.PNG
Captura 1.PNG